21:02,6 de fevereiro de 2016

Performance ao alcance de todos

Postado por

Por Marcello Butenas*

Quando comecei meu trabalho de orientação e preparação de atletas, tinha a ideia de que a palavra performance estava diretamente ligada aos atletas de alto nível, já que o número de atletas praticantes (aqueles cujos objetivos pessoais nos eventos não é a vitória) era pequeno, e sua participação em competições, muitas vezes, acontecia de maneira tímida, pois a própria mídia e os organizadores ainda não conheciam o potencial desse grupo.

Mas, com o passar dos anos, os organizadores de eventos começaram a dar importância ao atleta participante da mesma maneira que ao atleta profissional, e os eventos começaram a crescer em número de participações graças à confiança e ao gosto adquirido por esses atletas.

Isso gerou uma reação em cadeia, já que impulsionou o mercado de orientação individualizada de treinamento, estimulou a formação das empresas de assessoria esportiva e criou uma nova modalidade de trabalho: a performance pessoal.

Dessa forma, consegui aplicar a palavra performance ao atleta praticante, já que ele é um atleta (por mais que muitos deles não se considerem) que tem como objetivo a performance pessoal – isto é, obter por meio do treinamento individualizado, dentro de seu universo e de suas possibilidades, o melhor de sua performance, de acordo com seus objetivos.

Cada atleta pode, junto com seu treinador, determinar quais serão seus objetivos dentro da prática do treinamento, seja ela simplesmente completar a distância de um evento, melhorar o tempo em determinada distância ou, finalmente, competir dentro do universo amador – para sentir o gosto de se chegar ao pódio dentro do grupo de atletas da mesma faixa etária.

Com este princípio claro, comecei a utilizar uma metodologia que parte da definição de um objetivo inicial para cada atleta e que, com o passar do tempo, estimula esse aluno a melhorar a sua performance pessoal (seus próprios tempos) de modo a sentir-se um atleta igual ao profissional que divide a rua com ele nas diversas provas de que participa.

A expressiva maioria, ou quase totalidade das pessoas que treinam comigo, é composta de atletas que praticam atividades físicas como forma de bem-estar e lazer; pessoas que têm suas próprias profissões, mas que na hora do treinamento e das competições tornam-se atletas com a meta de atingir sempre seus objetivos. Esses objetivos podem ser desafiar uma nova distância de prova ou tornar-se melhor em sua categoria.

Para os treinadores que não trabalham com o alto nível, também é uma grande oportunidade de aprimorar seus conhecimentos sobre como funciona esse tipo de orientação, já que o objeto é o atleta e cada um deve ter sua rotina específica com a sobrecarga adequada ao nível e ao objetivo. Não se deve exigir demais daqueles que têm objetivos menos agressivos e nem de menos daqueles que necessitam de um treinamento mais intenso para sua performance.

Performance é fruto de objetivos plausíveis para cada tipo de atleta. Cada um pode ter a sua!

Bons treinos!

*  Um dos principais nomes do triátlon brasileiro, Marcello Butenas é formado em Educação Física pela Universidade de São Paulo e atua como treinador de triátlon e corrida desde 1990.  Conta com uma assessoria multiesportiva que auxilia na preparação física das mais diversas modalidades e que atende cerca de 250 clientes das mais diversas faixas etárias de ambos os sexos. É o consultor multiesportivo da plataforma Go!4Active.

Voltar compartilhe

Artigos em destaque

ENTENDA POR QUE SE HIDRATAR DURANTE O EXERCÍCIO
Postado por Tânia Rodrigues

Durante a atividade física, uma quantidade significativa de calor é gerada pelos processos de contração e relaxamento dos músculos em atividade...

PERFORMANCE AO ALCANCE DE TODOS
Postado por Marcello Butenas

Quando comecei meu trabalho de orientação e preparação de atletas, tinha a ideia de que a palavra performance estava diretamente ligada aos atletas de alto nível, já que o número de atletas praticantes...

O QUE É, PARA QUE SERVE E QUAIS CUIDADOS TER COM A CREATINA
Postado por Tânia Rodrigues

A Creatina é sintetizada no organismo a partir de 2 aminoácidos: glicina e arginina, obtidos a partir da degradação de proteínas da dieta ou dos...